CEAPortlet

Centro de Educação Ambiental

Avarias

Avarias

gestprocessosonline.JPG

GestProcessos Online

 

Atendimento on-line

Atendimento Online

O Município de Esposende, em parceria com a Esposende Ambiente, vai avançar com a instalação de rede de saneamento e a consequente requalificação urbanística em diversos arruamentos do concelho, num investimento estimado de 410 mil euros, sem qualquer financiamento comunitário.

A intervenção vai abranger parte da Rua da Ponte Nova, a Travessa da Ponte Nova e parte da Travessa de São Miguel, todas em Apúlia, a Rua dos Portais do Poço, em Belinho e a Rua e Travessa da Adfora, em Mar.
Há muitos anos que a infraestruturação destes arruamentos é reclamada pela população local e permitirá que 66 habitações fiquem ligadas à rede de saneamento, estimando-se que cerca de 200 habitantes possam ser diretamente beneficiados.
Pretende-se, assim, dotar os arruamentos de uma das infraestruturas essenciais à garantia das condições de vida da população, aproveitando-se para promover a melhoria das redes de abastecimento de água e de drenagem de águas pluviais, procedendo-se, posteriormente, à pavimentação das artérias intervencionadas.
Refira-se que, ao longo da última década, e de acordo com as prioridades sentidas pelo Município, foram realizados investimentos significativos na área do saneamento básico, sempre perspetivando a proteção e a valorização do ambiente e a consequente salvaguarda das condições de vida das populações, infraestruturando as zonas dos aglomerados mais densos e colmatando as zonas mais críticas, sob o ponto de vista da salubridade.
Atualmente, o concelho de Esposende apresenta uma taxa de cobertura de 85% ao nível da rede de saneamento básico, posicionando-se claramente na linha da frente dos municípios do país, o mesmo sucedendo relativamente ao abastecimento de água, com uma cobertura na ordem dos 100%.
Apesar disso, existem ainda algumas zonas no concelho que carecem desta infraestrutura, às quais não é possível, para já, atender, ou por estarem dependentes de investimentos da rede em alta, porque carecem de infraestruturas técnicas de elevado custo, ou simplesmente porque o município e a empresa, sem qualquer tipo de apoio de fundos comunitários, não consegue fazer face a tão avultados investimentos.
Esta ação enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, vertidos para o programa de ação do grupo Município de Esposende, no caso o ODS 6, onde se integra a adoção de medidas para garantir a disponibilidade e a gestão sustentável da água potável e do saneamento.

Plano de contingência COVID-19
   
Atendimento
   
A sua opinião é importante
imagemPortlet copy.png
   
CEA  em Blog
imagemPortlet
Desafios
dia a dia
Desafio dia a dia
   
Leituras
Leituras
   
Qualidade da água
   
Praias
   
Faturação
Eletrónica
   
QUIZ da Água  
   
SUMAKids
   
E-MOVE
   
Empreitadas
   
E|Ribeiras
   
Resp.
Social
Empresarial