CEAPortlet

Centro de Educação Ambiental

Avarias

Avarias

gestprocessosonline.JPG

GestProcessos Online

 

Atendimento on-line

Atendimento On-line

O Município de Esposende deu a conhecer o projeto E-REDES - Fomento ao uso de redes biodegradáveis como ferramenta de promoção da sustentabilidade: um estudo-piloto no Parque Natural do Litoral Norte, na cerimónia de apresentação dos projetos de prevenção e sensibilização para a redução do lixo marinho. A vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende, Alexandra Roeger, esteve presente no evento em que participaram o Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, o Secretário de Estado de Planeamento José Gomes Mendes, e o Embaixador da Noruega em Portugal, Anders Erdal.


No Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, o Município de Esposende deu a conhecer o projeto cujo custo global ronda os 250 mil euros, sendo comparticipado em 200 mil euros e que se desenvolve ao longo de 18 meses, tendo como parceiros a empresa municipal Esposende Ambiente, a Universidade do Minho e a Rio Neiva, Associação de Defesa do Ambiente.
Durante a apresentação do projeto esposendense, o biólogo marinho, Vasco Ferreira, explicou as oito ações que caraterizam a proposta e que vão desde a adoção de monofilamentos como base para a produção de duas mil redes que serão distribuídas pela frota artesanal local, até à reciclagem do lixo marinho, utilizado, por exemplo, em solas de sapatos.
No vídeo de apresentação do projeto E-REDES, o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, historiou o intenso trabalho que tem sido desenvolvido no município e que aponta como objetivo final “a consciencialização da comunidade para os problemas associados ao lixo marinho”.
O evento inseriu-se no concurso Small Grants Scheme#1 dos EEA Grants, projeto através do qual a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega estabelecem o objetivo de reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa. Pretende-se que os projetos selecionados no âmbito deste concurso contribuam para aumentar a aplicação dos princípios da Economia Circular, pela redução de plásticos nos Oceanos.
Além da apresentação do E-REDES, foram apresentados os outro 5 projetos financiados ao nível nacional, nomeadamente da Lipor, Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, “Há rio e mar, há lixo para transformar”; do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, “Refill_H2O”; da Business as Nature, Associação para a promoção da produção e consumo sustentável e economia circular, “Fishing the plastic”; da Associação Natureza Portugal, “Porto Santo sem lixo marinho” e da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, “A arte de reduzir o plástico”.

Este projeto representa mais um contributo fundamental do Município de Esposende para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em particular do ODS 14 – Proteger a Vida Marinha.

Plano de contingência COVID-19
 
 
A sua opinião é importante
imagemPortlet copy.png
 
 
CEA
em blogue
imagemPortlet copy.png
Desafios
dia a dia
Desafio dia a dia
 
 
Leituras
Leituras
 
 
Qualidade da água
 
 
E-MOVE
 
 
Praias
 
 
Faturação
Eletrónica
 
 
SUMAKids
   
Resp.
Social
Empresarial 
 
   
Empreitadas