CEAPortlet

Centro de Educação Ambiental

Avarias

Avarias

gestprocessosonline.JPG

GestProcessos Online

 

Atendimento on-line

Atendimento Online

A empresa municipal Esposende Ambiente representou o Município de Esposende no IV Congresso Nacional das Cidades Educadoras, que decorreu de 5 a 7 de Maio, na Universidade Lusófona, com a apresentação da comunicação “Esposende diz SIM à biodiversidade”, que deu a conhecer as iniciativas desenvolvidas no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade.

 
 
As experiências apresentadas foram enquadradas em quatro áreas temáticas, nomeadamente Estratégia Energético Ambiental das Cidades, a Educação para o Desenvolvimento Sustentável, a Participação Cidadã na construção de Cidades Sustentáveis e Agir pela Biodiversidade. 

Tendo por base a adesão do Município ao Ano Internacional da Biodiversidade, a comunicação apresentada pela Esposende Ambiente pretendeu elencar as razões que sustentam a aposta da Autarquia na preservação dos valores naturais do concelho, através da divulgação do potencial ambiental, económico e social da biodiversidade local, e da formação e informação dos munícipes e visitantes. 

O tema do Congresso, “A Cidade Educadora e o Ambiente – Problemática Global, Respostas Locais”, permitiu a partilha de preocupações e soluções em diferentes temáticas da área ambiental, bem como a divulgação de boas práticas desenvolvidas nos municípios nacionais na área do ambiente. As propostas positivas que foram apresentadas pelos vários intervenientes têm como estratégia comum a consolidação de atitudes e de comportamentos individuais e colectivos emergidos de uma política de educação ambiental para a sustentabilidade, de forma a contribuírem efectivamente para a melhoria da sua acção local, que terá reflexos globais. 

Recorde-se que o Município de Esposende aderiu à Rede Portuguesa das Cidades Educadoras em 2007 e, desde então, tem vindo a implementar o projecto “Esposende, Município Educador”, que assenta numa concepção de educação transformadora, com o objectivo de promover o desenvolvimento educativo, cultural e social do concelho.

A Escola Secundária Henrique Medina, com o apoio e colaboração da Esposende Ambiente, EEM e da Câmara Municipal, irá levar a efeito uma conferência subordinada ao tema da Biodiversidade, no âmbito do seu Curso de Educação e Formação de Adultos.

Para além da participação especial dos formandos, esta iniciativa irá contar com a presença do responsável do Gabinete Técnico Florestal da autarquia e do Professor Doutor Jorge Paiva, da Universidade de Coimbra. 

Para além da divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos, e uma vez que o ano de 2011 foi declarado pela Assembleia-geral da Organização das Nações Unidas como o Ano Internacional das Florestas, esta iniciativa pretende também destacar a importância económica, ambiental e social dos recursos biológicos e, em particular, dos recursos florestais.
 
Clique aqui para ver o cartaz

Ao assumir o compromisso de fazer chegar a cada utilizador água de excelente qualidade e de recolher e promover o adequado tratamento das suas águas residuais, a Esposende Ambiente desenvolve todo o seu trabalho prosseguindo a melhoria contínua, numa perspectiva de cariz global ao nível da promoção do desenvolvimento sustentado do concelho de Esposende, salvaguardando os interesses ambientais e sociais locais e contribuindo, assim, de forma efectiva, para a elevação da qualidade de vida dos cidadãos.

 
 
Ambicionando ser reconhecida como uma empresa de referência no sector em que desenvolve a sua actividade, a Esposende Ambiente encontra-se empenhada em procurar continuamente oportunidades para melhorar a prestação de serviços a todos os utilizadores, aplicando as melhores soluções e promovendo a protecção e valorização dos recursos existentes, num assumido esforço de inovação e modernização. 
É exactamente neste contexto que se tornou fundamental o ajustamento do Regulamento que rege a actividade da Esposende Ambiente em matéria de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais e pluviais. De facto, para além de uma perspectiva de adequação de estratégias às novas e crescentes exigências dos utilizadores, também tal se concretiza no sentido da necessária e obrigatória adaptação ao quadro legal vigente e às recomendações emanadas pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). 
Assim, e após superados todos os procedimentos administrativos necessários à publicação de um novo regime regulamentar, a Esposende Ambiente apresenta o seu novo Regulamento de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais, em vigor a partir do dia 14 de Fevereiro de 2011. 
 

Sensibilizar para a importância dos sistemas dunares e para a adopção de atitudes e comportamentos direccionadas para a protecção das dunas e do litoral. É com este objectivo que o FAPAS (Fundo Para a Protecção dos Animais Selvagens), com o apoio da empresa municipal Esposende Ambiente, e do Parque Natural do Litoral Norte, vai levar a efeito várias intervenções integradas no projecto “Preservação e Recuperação de Habitats Dunares”.

Assim, amanhã, dia 9, na Praia da Redonda, em Marinhas, e no dia 17, nos Moinhos de Apúlia e na Praia da Carruagem, em Belinho, alunos de diversos estabelecimentos de educação e ensino do concelho vão participar em acções de arranque de chorão e de outras espécies invasoras, bem como na plantação de estorno nas dunas em formação. 

Responderam positivamente ao desafio do FAPAS o Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Esposende, o Clube da Floresta “Guarda-rios” da Escola EB 2,3 António Correia da Oliveira, de Esposende, as escolas EB1 de Rio de Moinhos, de Marinhas, e do Facho, de Apúlia, a Escola EB1/JI de Fonte Boa e duas turmas do 4.º ano da Escola EBI de Forjães. 

O projecto “Preservação e Recuperação de Habitats Dunares” integra-se no protocolo de cooperação estabelecido entre a Esposende Ambiente e o FAPAS, no âmbito dos Programas de Educação para a Sustentabilidade de 2010/2011, e que tem como principal objectivo a realização de actividades de índole ambiental junto da comunidade educativa concelhia.

A empresa municipal Esposende Ambiente vai dar continuidade à campanha de redução de tarifas na adesão ao sistema público de drenagem de águas residuais, com descontos de 30% nos preços praticados na ligação à rede de saneamento e na tarifa de ligação.

 
 
A medida, inserida na estratégia de angariação de novos clientes, contempla a ligação às novas redes instaladas, quer no âmbito da execução de empreitadas, quer no que respeita a ampliações de redes executadas pela empresa. Deste modo, beneficiarão de desconto os clientes que celebrarem contrato, num prazo de 30 dias após a conclusão das novas redes, sendo que a campanha abrange os utilizadores de carácter doméstico, cujo edifício possua um único fogo, as instituições de utilidade pública e as associações sem fins lucrativos. 

Para além da redução dos preços, os aderentes a esta campanha têm, ainda, a possibilidade de efectuar o pagamento em prestações mensais, a debitar no recibo da água. 

Atendendo a que a Esposende Ambiente tem vindo a fazer grandes investimentos na instalação de novas redes e que a adesão por parte da população continua muito aquém do que seria desejável, a empresa vai dar continuidade à campanha de redução de preços, como forma de incentivar a população a aderir ao Sistema Público de Drenagem de Águas Residuais, considerando também que se trata de uma questão de saúde pública e de qualidade de vida.
Plano de contingência COVID-19
   
Atendimento
   
A sua opinião é importante
imagemPortlet copy.png
   
CEA  em Blog
imagemPortlet
Desafios
dia a dia
Desafio dia a dia
   
Leituras
Leituras
   
Qualidade da água
   
Praias
   
Faturação
Eletrónica
   
QUIZ da Água  
   
SUMAKids
   
E-MOVE
   
Empreitadas
   
E|Ribeiras
   
Resp.
Social
Empresarial