CEAPortlet

Centro de Educação Ambiental

Avarias

Avarias

gestprocessosonline.JPG

GestProcessos Online

 

Atendimento on-line

Atendimento On-line

A Câmara Municipal de Esposende aprovou os documentos de gestão previsional da Esposende Ambiente (EAmb) para 2011, que apontam para um volume de negócios na ordem dos 5,7 milhões de euros.

 
 
No próximo ano, a EAmb prevê um investimento total superior a 3 milhões de euros, sendo que a maior fatia será canalizada para a melhoria/alargamento das redes de água e saneamento, estando também disponível uma verba para a limpeza pública e de gestão de espaços verdes. 

Em termos de objectivos traçados, a Esposende Ambiente visa, de um modo geral, dar continuidade ao trabalho que vem desenvolvendo, no sentido da melhoria contínua da qualidade de vida da população e da promoção da sustentabilidade ambiental do concelho. 

Deste modo, a entrada em pleno funcionamento dos grandes investimentos que a empresa realizou nos últimos anos, e que permitiram concretizar índices de cobertura de rede de drenagem de águas residuais na ordem dos 85%, constitui uma das prioridades. 

O aumento das taxas de adesão aos sistemas públicos de água e saneamento é outro dos objectivos traçados, que preconizam também um acréscimo das taxas de recolha selectiva de resíduos. 

Na lista de prioridades continua o combate às perdas de água, apesar de nesta matéria o Município ter atingido já o patamar de excelência a nível nacional, bem como a diminuição das infiltrações na rede de drenagem de águas residuais. 

Pretende-se, por outro lado, a manutenção da certificação do Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiente e a implementação da certificação ao nível da Saúde e Segurança no Trabalho e da Responsabilidade Social, além da aposta na formação e valorização profissional dos colaboradores da empresa. 

2011 marcará a entrada em vigor do Regulamento de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais, bem como o início da gestão do Centro de Educação Ambiental, que está a ser construído na Quinta do Paiva, na freguesia de Marinhas. Neste contexto em concreto perspectiva-se um intenso trabalho, não apenas no âmbito da abertura e entrada em pleno funcionamento do equipamento, mas dando continuidade aos projectos já em curso, ao nível dos Programas de Educação para a Sustentabilidade, e da revisão e implementação dos planos de gestão em matéria de resíduos urbanos, energia, sustentabilidade e valorização de recursos hídricos, entre outros. 

Por fim, e de forma transversal a todas as unidades orgânicas da empresa, manter-se-ão como fulcrais todos os projectos associados à simplificação administrativa, à informatização de processos, ao estabelecimento e determinação de indicadores de desempenho on-line, entre outros projectos, com a colaboração dos recursos internos da empresa, muito particularmente na área da informática.

O Município de Esposende teve oportunidade de dar conhecer o trabalho que desenvolve na área de educação para a sustentabilidade, no ciclo de conferências “Acções para a Biodiversidade – Educação para a Sustentabilidade”, organizado pelo Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), que decorreu, recentemente, nas instalações do Instituto Português da Juventude, em Castelo Branco.

 
 
 
Através do Departamento de Promoção para a Sustentabilidade, a empresa municipal Esposende Ambiente apresentou a comunicação “Programas de Educação para a Sustentabilidade em Esposende, da ideia à acção”, inserida no painel “A Educação Ambiental na Administração Local”.

Na oportunidade, foram apresentadas as metodologias adoptadas no Município de Esposende na implementação dos Programas de Educação para a Sustentabilidade, tendo sido essencialmente realçadas as parcerias e protocolos de cooperação efectuados com as mais variadas entidades colaboradoras, a abrangência dos públicos-alvo, a intencionalidade das temáticas desenvolvidas nas actividades de educação ambiental e os procedimentos associados ao desenvolvimento das diversas iniciativas de sensibilização e educação para o ambiente.

No final da comunicação e já em espaço de debate, a vasta plateia participante realçou de forma bastante positiva o trabalho que Esposende promove e desenvolve em prol do ambiente, destacando a importância do trabalho em rede e o estabelecimento de parcerias, aspectos que contribuem activamente para o desenvolvimento sustentável do concelho.

A Esposende Ambiente (EAmb) celebrou um Acordo de Colaboração no Quadro da Promoção da Eficiência Energética e do Investimento em Energias Renováveis no Município de Esposende, ao qual se associa também, já nesta primeira fase, a celebração de um protocolo de cooperação para a realização de diagnósticos energéticos em edifícios municipais.

 
 
A parceria com a MORE R – Energias Renováveis, Lda. e a RENOVENERGY – Energias Renováveis, Lda. visa a realização de diagnósticos energéticos no edifício sede da Esposende Ambiente, em Esposende, no armazém da empresa municipal e no Centro de Educação Ambiental, ambos localizados na freguesia de Marinhas, bem como na Escola EB1/JI de São Fins, em Belinho.
Mais ainda, a colaboração tem em vista, com base nos resultados destes diagnósticos, a busca e desenvolvimento de soluções de sustentabilidade e de racionalização dos consumos de energia nos edifícios em estudo, bem assim como a definição de estratégias visando a substituição de fontes energéticas recorrendo a energias renováveis, nomeadamente através da implementação de casos de estudo.
Como complemento a estes projectos, está ainda previsto o desenvolvimento de projectos, campanhas e eventos na área da promoção da sensibilização e educação ambiental. 

A gestão sustentada dos recursos energéticos é um dos principais desafios que a sociedade moderna enfrenta, a nível mundial, e que se traduz numa mudança de rumo no paradigma energético, garantindo o progresso social, o equilíbrio ambiental e o sucesso económico da sociedade. 

A Estratégia Nacional para a Energia pretende, entre outros objectivos, reunir as condições favoráveis à promoção da eficiência energética, tornando o consumo energético em Portugal mais racional e eficiente, principalmente no que se refere ao consumo directo dos derivados de petróleo, consolidando o objectivo de redução de 20% do consumo de energia final em 2020.

A forma como é utilizada a energia disponível é uma questão chave neste processo e, por isso, o aumento da eficiência energética das operações nas empresas é imprescindível para se atingirem os objectivos do novo modelo de desenvolvimento, tanto pela diminuição da intensidade energética global, como pelo aumento dos respectivos resultados económicos. 

Neste sentido, a Esposende Ambiente pretende reunir as condições necessárias à caracterização energética de edifícios próprios e municipais, passo que irá permitir a promoção da melhoria da sua eficiência energética e a utilização racional de energia a nível municipal, bem assim como a redefinição das fontes energéticas a utilizar. 

Estes projectos inserem-se no âmbito do Plano Municipal de Sustentabilidade Energética, um documento de carácter estratégico e que contempla vários eixos de intervenção e medidas concretas neste domínio da gestão energética.

A publicação “Se eu fosse um animal marinho…” é o resultado final duma iniciativa com o mesmo nome, cujo desafio lançado aos mais jovens passava pela elaboração de trabalhos escritos sobre a temática da biodiversidade marinha, com especial destaque para a vida animal associada ao litoral.

Foram mais de 30 as histórias apresentadas pelos participantes que, com muita criatividade e imaginação, deram continuidade à história do Pimpolho, um polvo que habita no oceano. A autora da história vencedora foi a Tatiana Margarida Coelho. 

Esta iniciativa, que se integrou nas comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade, foi realizada no âmbito da Campanha Bandeira Azul 2010, e teve como principal objectivo a sensibilização dos banhistas para a importância do ecossistema marinho.
Clica aqui para aceder à publicação.

Fruto do trabalho desenvolvido nas áreas da sensibilização e desempenho ambientais, dentro e fora do espaço escolar, com o apoio da Câmara Municipal e da Esposende Ambiente, a Escola Básica Integrada de Forjães e a Escola Profissional de Esposende participaram no “Dia das Bandeiras Verdes 2010 – Galardão Eco-Escolas", evento promovido anualmente pela Associação Bandeira Azul da Europa.

A iniciativa, que decorreu em Ourém, no passado dia 24, foi o culminar dos projectos desenvolvidos no ano lectivo 2009/2010 nas 1 337 escolas inscritas, das quais, depois de avaliadas, 1 041 demonstraram possuir a qualidade suficiente para lhes ser atribuída a designação de Eco-Escola, pelo que vão agora hastear a Bandeira Verde. 

Foi com bastante orgulho e entusiasmo que os representantes dos dois estabelecimentos de ensino de Esposende receberam a sua bandeira, símbolo do trabalho desenvolvido e um incentivo para que haja continuidade dos projectos no decurso deste ano lectivo. Para a Escola Profissional a participação neste evento foi uma estreia, enquanto que para a EBI de Forjães, galardoada pelo terceiro ano consecutivo, este reconhecimento vem reforçar ainda mais a importância do trabalho desenvolvido na área da sustentabilidade ambiental em espaço escolar. 

Para além destas escolas, inscreveram-se também no Programa Eco-Escolas a Escola EB 2,3 António Correia de Oliveira e o Jardim-de-infância da Santa Casa da Misericórdia de Esposende. Assim, durante o ano lectivo de 2009/2010, estes estabelecimentos de educação e ensino definiram objectivos e metas ambientais a cumprir e desenvolveram um conjunto de actividades e iniciativas, algumas das quais em parceria com o Município de Esposende, com vista a uma melhoria crescente do seu desempenho ambiental. 

Refira-se que o Programa Eco-Escolas conta a nível internacional com cerca de 20 mil escolas, em 46 países.

Plano de contingência COVID-19
   
Atendimento
   
A sua opinião é importante
imagemPortlet copy.png
   
CEA
em blogue
imagemPortlet copy.png
Desafios
dia a dia
Desafio dia a dia
   
Leituras
Leituras
   
Qualidade da água
   
E-MOVE
   
Praias
   
Faturação
Eletrónica
   
SUMAKids
   
Resp.
Social
Empresarial
   
Empreitadas
   
E|Ribeiras