Entre Junho de 2010 e Maio de 2011, a empresa municipal Esposende Ambiente viu o estatuto de CarbonoZero® ser atribuído ao seu edifício sede, assumindo a sua responsabilidade climática, quantificando e compensando as emissões de gases com efeito de estufa (GEE).

 
 
A monitorização das emissões inevitáveis geradas no decorrer das actividades da Esposende Ambiente e associadas ao consumo de electricidade e à produção de resíduos indica que, durante o período de associação à marca CarbonoZero, o edifício foi responsável pela emissão de 32,43 toneladas de CO2e. 

A compensação foi efectuada através da aquisição de créditos de carbono provenientes do projecto MyBank CarbonoZero®, que conjuga o projecto florestal da Tapada Militar de Mafra, que sequestra carbono, com o projecto tecnológico da Nobrecel, localizado no Brasil, que evita emissões de carbono. 

O projecto da Tapada Militar de Mafra consiste na reflorestação de uma área ardida em 2003, diminuindo simultaneamente a carga combustível do solo e o risco de incêndio associado, através de plantações de pinheiro bravo e pinheiro manso, além de exemplares de carvalhos e folhosas caducifólias diversas. 

O projecto tecnológico da Nobrecel consiste na instalação de um sistema de co-geração que utiliza resíduos de biomassa como combustível, que permitiu substituir as caldeiras a fuel-óleo anteriormente utilizadas e reduziu o consumo de electricidade da rede, gerando uma redução das emissões de CO2 associadas ao funcionamento da instalação. O projecto contribui também para sustentabilidade ambiental local, uma vez que garante o correcto encaminhamento dos resíduos de madeira e das aparas, que anteriormente libertavam metano no seu processo de degradação.